Fechar X

12 de setembro de 2012 às 10h18

RedeTV! regulariza salários após ameaça de greve; entenda a crise

da Redação
Compartilhe »
Divulgação Divulgação

A RedeTV! se mobilizou de forma rápida e finalmente quitou os pagamentos atrasados de seus funcionários contratados por CLT, os chamados celetistas.

O atraso, que é o segundo em 12 anos de emissora, durou praticamente uma semana e quase fez com que os trabalhadores cruzassem os braços e iniciassem uma greve. Uma carta chegou a ser expedida em nome dos funcionários e direcionada à alta cúpula informando que uma reação era iminente caso não houvesse pagamento.

Entenda:

Apesar de serem constantes os atrasos nos salários da RedeTV!, quase todos eles atingiram exclusivamente aos PJ’s, que são os profissionais que trabalham como pessoa jurídica - ou seja, como prestadores de serviço, como apresentadores.

Desta vez, o atraso ocorreu aos contratados como pessoa física e que são resguardados pela consolidação das leis do trabalho, a CLT. E, diferente do atraso ocorrido no primeiro semestre com este mesmo grupo, que foi de apenas um dia, este se estendeu por quase uma semana inteira - o que provocou a revolta dos profissionais.

Parceiros prejudicados com atrasos:

Não só os funcionários da RedeTV! vêm sendo prejudicados com os atrasos dos pagamentos. Alguns parceiros, como empresas prestadoras de serviço e produtoras internacionais, que fornecem formatos de programas, também estão sendo prejudicadas.

A Endemol, dona do formato do "Saturday Night Live", de Rafinha Bastos, ainda não recebeu o valor referente à operação. Já a empresa de vãs que transporta o público para os auditórios da empresa também tem mais de R$ 130 mil a receber.

A dificuldade financeira é tamanha que até mesmo o bem-sucedido "Mega Senha", comandado pelo vice-presidente Marcelo de Carvalho, têm passado por problemas.

Demissões e adiamentos:

A RedeTV! retomou há alguns dias mais um plano de demissões em massa. Depois de diretores e outros profissionais terem sido desligados do canal, nesta última vez foram os motoristas do departamento de jornalista. A função passou a ser acumulada aos cinegrafistas. Os auxiliares de produção, que ajudavam na produção das matérias externas, também foram desligados.

Por conta da falta de dinheiro, novos projetos têm sido repensados e adiados. O problemático "Manhã Maior", que seria reformulado mais uma vez e deveria estrear na próxima segunda-feira (17), vai manter o mesmo formato por mais algumas semanas por falta de condições.

Procurada, a RedeTV! não atendeu aos telefonemas e nem retornou e-mails.

Com informações do colunista Daniel Castro.

publicidade
publicidade